quinta-feira , 15 novembro 2018
news
Você está aqui: Capa » Notícias » Anita volta ao Brasil depois de concluir primeira etapa de treinos na Coreia do Norte
Anita volta ao Brasil depois de concluir primeira etapa de treinos na Coreia do Norte

Anita volta ao Brasil depois de concluir primeira etapa de treinos na Coreia do Norte

Anita - treinamento Coreia do Norte (2)A coordenadora técnica do projeto de Ginástica Rítmica de Toledo, Anita Klemann, retornou a Toledo nesta quarta-feira, 5, depois de concluída a primeira etapa de um treinamento que realizará naquele país. Dividido em dois períodos, a técnica ficará três meses na Coreia do Norte, atendendo convite daquele país. Única brasileira com brevê internacional da Federação Internacional de Ginástica, que a habilita a treinar atletas em qualquer parte do mundo, Anita retornou a Toledo para acompanhar os últimos treinamentos das ginastas da equipe da Sadia para as próximas competições, além de acompanhar a atleta Antonella Genúzio Paz, no0s Jogos Olímpicos da Juventude, na Argentina. A atleta, que é natural da Bolívia, treina há quatro anos em Toledo, na Sadia, e classificou-se para participar desta competição. Depois desta disputa, Anita retorna ao Brasil e segue novamente, no dia 16 de outubro, para a Coreia, onde permanece até o dia 3 de dezembro.

Anita - treinamento Coreia do Norte (1)Ela voltou impressionada, não somente com o país e a sua cultura, como também com a estrutura esportiva daquele país e o potencial das atletas. “Nunca, em nenhum lugar do mundo, dos vários países que já visitei, encontrei estruturas como estas. Todas as construções são fantásticas. Os detalhes, o acabamento, a qualidade do que é feito, impressionam. Não existe meio termo nas estruturas esportivas ou mesmo nas demais construções, que são todas públicas. Só o que é muito bom. A filosofia do governo é de investir no ser humano e as construções são feitas para durar e para que as pessoas tenham o melhor”, analisou.

Segundo ela, a informação inicial era de que iniciaria um trabalho na modalidade de GR na Coreia, mas chegando lá percebeu que a intenção era aproveitar a contribuição que ela poderia dar no treinamento da equipe de rendimento daquele país. Durante o período ela trabalho inicialmente com 8 atletas e seis técnicos, que depois passou para 12 ginastas e oito técnicos. “O país é muito fechado e o trabalho é muito sério e rigoroso. Era necessário justificar  cada detalhe de tudo o que seria feito”, conta ela. Nos primeiros dias, conta ela, foi um pouco mais difícil, mas depois de uma conversa com o embaixador do Brasil naquele país e de entender um pouco mais a cultura do país e seus costumes o trabalho fluiu melhor.

Segundo ela, nem mesmo o idioma foi empecilho. Os termos técnicos da GR eram repassados em inglês – e são universais – enquanto que a comunicação era feita através de uma intérprete.  Ela, juntamente com um guia e um motorista, estiveram constantemente à sua disposição. Nenhum turista permanece desacompanhado naquele país. Depois de uma solicitação, ela foi autorizada a manter um hábito já incorporado a sua rotina diária. Todos os dias, às 5h da manhã, ela foi autorizada a correr sozinha pelas ruas da cidade, como faz em Toledo na sua rotina diária de atividades físicas.Anita - treinamento Coreia do Norte (8)

Na Coreia, Anita encontrou uma estrutura esportiva não vista em qualquer outra cidade do mundo, nos diversos países que já visitou. Ela também se impressionou com a qualidade da equipe e o interesse pelo esporte. As ginastas estavam sempre impecáveis, muito solicitas e dispostas a fazer o seu melhor . Conforme Anita,  a cultura norte coreana é diferente e as pessoas que fazem parte da equipe não estão lá apenas para fazer um esporte, mas porque querem ser os melhores naquele esporte. ”A criança não vai fazer um esporte só para treinar. Ela vai treinar porque quer ser a melhor na modalidade. Isso faz parte da cultura deles”. Anita também elogiou a metodologia utilizada e disse que pretende aproveitar algumas destas experiências, adaptadas a realidade da cultura brasileira, na equipe da Sadia, em busca de resultados ainda melhores. “Em qualquer lugar que a gente vá, sempre tem coisas novas e diferentes. Aprendi muitas coisas boas, que vou aproveitar com a equipe, especialmente na metodologia de trabalho”, reforçou.

O projeto de Ginástica Rítmica de Toledo, com 28 anos de atuação no município, é patrocinado pela Sadia, conta com as parceiras do Sesi, prefeitura de Toledo e  com o co–patrocínio de O Boticário, Sanepar e Itaipu Binacional, através de recursos obtidos pela da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo Federal.Anita no retorno da Coreia do Norte - foto Eliane C. Torres5 Anita - treinamento Coreia do Norte (12) Anita no retorno da Coreia do Norte - foto Eliane C. Torres3 Anita - treinamento Coreia do Norte (11)

Sobre Eliane Cargnelutti Torres

Jorn. Eliane Cargnelutti Torres (DRT/PR 2537), assessora de imprensa da equipe de rendimento da Sadia/Prefeitura de Toledo/Sesi, através da empresa Palavra Comunicação e Marketing 045-9826-5052 - elianetorres2@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Subir ao Topo