segunda-feira , 20 agosto 2018
news
Você está aqui: Capa » Notícias » Conjunto de fitas teve melhor resultado dos últimos mundiais neste ciclo
Conjunto de fitas teve melhor resultado dos últimos mundiais neste ciclo

Conjunto de fitas teve melhor resultado dos últimos mundiais neste ciclo

exyk139d9wvj19l13eueul0zf (1)O conjunto de fitas brasileiro, que tem entre as suas atletas a ginasta toledana, Morgana Gmach, conquistou a maior nota do conjunto nacional neste ciclo olímpico em uma edição do Campeonato Mundial. O grupo, que se apresentou no sábado, 12, no Campeonato Mundial de Stuttgart, na Alemanha somou 16,041 pontos no conjunto de cinco fitas no Campeonato Mundial de Stuttgart, na Alemanha, durante as qualificatórias. As ginastas, que usaram as cores da bandeira alemã e a música da banda alemã Scorpions, numa homenagem ao país, foram bastante aplaudidas.

“Estou feliz porque as meninas foram bem e superaram as minhas expectativas”, elogiou a técnica, Camila Ferezin, logo após o encerramento das qualificatórias. No geral o Brasil (16º colocado) foi superior em relação às últimas edições da competição. Na soma dos dois aparelhos o País somou 31,941 pontos – contra os 30,483 no Mundial da Turquia, em 2014, e os 30,383 na Ucrânia, em 2013.

Nas classificatórias de sábado, a equipe verde e amarela foi a quarta a entrar no tapete, com a série de dois arcos e três pares de maças, e ficou com 15,900 – 7,900 de dificuldade e 8,000 de execução – e na 16ª colocação no aparelho. Com o tema ‘Still Loving You’, da banda alemã Scorpions, nas cinco fitas, a equipe homenageou os anfitriões, obteve a expressiva nota 16,041 – 8,075 de dificuldade e 7,966 de execução – e o 12º lugar. As finais, com as oito melhores por aparelho, foram realizadas no domingo, encerrando a competição.

maxresdefaultA série de fitas teve algumas modificações de última hora, deixando a série mais bonita, e as ginastas conseguiram executar bem as mudanças. A técnica Camila Ferezin, ficou satisfeita com o resultado dos dois com juntos, mas principalmente o de fitas. Na competição, Morgana Gmach e Emanulle Lima eram as duas estreantes. O conjunto era formado ainda pelas atletas Beatriz Pomini, Dayane Amaral, Francielly Machado e Jéssica Maier.

A delegação brasileira chega ao Brasil nesta terça-feira, 15, e as atletas terão um período de folga, depois da competição, que era a mais importante do ano. Como país sede, o Brasil já tinha vaga assegurada no conjunto, mas pretendia fazer uma boa apresentação, que acabou sendo confirmada. No individual, duas atletas participaram Angélica Kvieczynski, da Sadia, integrante da seleção brasileira individual, e Natália Gáudio, do Espírito Santo, que se classificou para as Olimpíadas com uma diferença de apenas 0,117 em relação a Angélica.

Morgana chega a Toledo na quarta-feira,16, e permanece alguns dias ao lado da família, enquanto Angélica, que embarcou para o Brasil no sábado, terá um período de férias, antes do retorno aos treinamentos em Toledo, a partir do dia 10 de outubro. A técnica Anita Klemann já está no município e retorna aos treinamentos da equipe da Sadia em Toledo nesta semana.

O projeto de Ginástica Rítmica de Toledo é patrocinado pela Sadia, conta com as parceiras do Sesi, prefeitura de Toledo,  apoio da Unimed e  com o co–patrocínio de O Boticário, Sanepar e Prati-Donaduzzi, através de recursos  obtidos pela da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo  Federal.

Sobre Eliane Cargnelutti Torres

Jorn. Eliane Cargnelutti Torres (DRT/PR 2537), assessora de imprensa da equipe de rendimento da Sadia/Prefeitura de Toledo/Sesi, através da empresa Palavra Comunicação e Marketing 045-9826-5052 - elianetorres2@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Subir ao Topo