news
Você está aqui: Capa » Notícias » Fisioterapeuta auxilia na prevenção e recuperação de lesões
Fisioterapeuta auxilia na prevenção e recuperação de lesões

Fisioterapeuta auxilia na prevenção e recuperação de lesões

Identificar e prevenir possíveis lesões pela análise do movimento das articulações, além de desenvolver um trabalho integrado com profissionais das áreas de psicologia e nutrição. Esta é a proposta de trabalho do fisioterapeuta, especialista em osteopatia, Willian Nogata, desenvolvido com as ginastas que integram a equipe de rendimento da Sadia/Prefeitura de Toledo/Sesi. Mesmo com uma agenda cheia, que concilia atendimentos em sua clínica, na cidade vizinha Cascavel, e aulas no curso de pós-graduação em vários estados do país, ele faz questão de vir duas vezes por semana a Toledo. “Eu gosto muito deste trabalho aqui. É um relax para mim e a comissão técnica respeita e acata as minhas decisões profissionais. Isso é muito importante e uma das razões por ter voltado a trabalhar com esporte de rendimento”, afirma.

fisioterapia - Willian - foto Tiago Menezes (3)Willian iniciou o trabalho com a equipe de rendimento da Sadia/Prefeitura de Toledo/Sesi, que também conta com o apoio da Unimed Costa Oeste, em 2004, depois de muita relutância. Na época, conta ele, desenvolvia um projeto na Universidade Paranaense (Unipar) e vinha de uma experiência não muito feliz no esporte de rendimento. Ele estava decidido a não mais atuar no setor, depois da experiência que teve e a pressão exercida pelo clube e patrocinadores com relação a participação dos atletas da equipe em competições, mesmo que lesionados. Aceitou trabalhar em Toledo com a certeza que as suas recomendações seriam respeitadas. “A gente faz um trabalho em conjunto com a comissão técnica e um planejamento ao longo do ano, conforme o calendário de competições. Se um atleta tem uma lesão, a gente avisa a comissão técnica, que a partir disso decide sobre a convocação ou não de outra ginasta para eventuais substituições. A comissão é informada sobre o período necessário para recuperação da ginasta e respeita esta decisão”, informa. “Esta sintonia entre os profissionais é fundamental e necessária para um trabalho efetivo e de maiores resultados”, acredita.

Trabalho integrado

O trabalho prevê a reabilitação, mas o foco principal está na prevenção de lesões. Através da análise dos movimentos das articulações, explica ele, é possível identificar músculos mais tensos, e, portanto, mais suscetíveis a riscos de lesões, e trabalhá-los com técnicas de relaxamento e ativação do músculo. Além disso, a comissão técnica é informada para que redirecione o treino, considerando a situação física da atleta e tensão muscular.

O trabalho é integrado com duas outras áreas: nutrição e psicologia. Segundo ele, boa parte das lesões é de fundo emocional. Outras podem ser reduzidas com uma alimentação adequada. Por conta disso, as atletas recebem suplementos nutricionais naturais que auxiliam na redução de lesões. Apelidada de “gororoba” pelas ginastas, o suplemento é composto de alimentos que ajudam a repor vitaminas e sais minerais perdidos na prática de atividades físicas e substâncias antioxidantes para minimizar os riscos de lesões. “O primeiro passo antes de começar a trabalhar com a ginasta é fazer uma avaliação nutricional. Muitas atletas podem ter lesões pela falta de nutrientes”.

Os períodos mais críticos são os que antecedem as competições, tanto pela questão emocional como pelo aumento da intensidade dos treinos. Neste período, o profissional é mais requisitado e torna-se o verdadeiro anjo da guarda das atletas. “A gente trabalha o relaxamento dos músculos para que a atleta possa fazer os exercícios e apresentar o rendimento esperado”, acrescenta. Para ele, o trabalho em Toledo é gratificante, não somente pelas condições de trabalho, como também pelos resultados. “Estão acima de nossas expectativas e isso, com certeza, deve-se ao trabalho em conjunto e o respeito às orientações dos profissionais de cada área”.

Convidado por duas vezes para integrar a equipe técnica da Confederação Brasileira de Ginástica, Willian disse não. Ele afirma que prefere continuar trabalhando com a GR em Toledo, pelo respeito que conquistou ao seu trabalho, pelos resultados obtidos e pela oportunidade que está tendo de atuar na sua área, em um ambiente que concilia esporte e arte. “É muito bom poder sair de um consultório, trabalhar em um ambiente gostoso, ouvindo uma música, como aqui”, disse ele.

Ele também destacou a importância da estrutura. “São poucos os clubes que contam com uma estrutura como esta. No início, as ginastas faziam o banho gelado em uma piscina de plástico. Hoje tem uma banheira de hidromassagem”. O banho gelado é uma das técnicas utilizadas pelos atletas de rendimento para relaxamento dos músculos, depois de intensas atividades.

Box

fisioterapia - Willian - foto Eliane C. Torres (4)

Fisioterapeuta é o anjo da guarda das ginastas

Para a atleta Angélica Kvieczynski, seis vezes campeã brasileira e quatro medalhas no Pan de 2011, o fisioterapeuta é um verdadeiro anjo da guarda para as ginastas. Os períodos mais críticos são os que antecedem as competições, por conta da tensão emocional e aumento dos treinos. Nestas horas, a participação do profissional é imprescindível, auxiliando na redução das tensões musculares, conta a ginasta. A atleta, que passou por uma cirurgia no ombro, sabe bem a importância do trabalho deste profissional, auxiliando na prevenção e na recuperação de lesões. “O trabalho dele é fundamental. Ele nos auxilia na prevenção e também na recuperação de lesões. Sempre que a gente precisa recorre a ele”, testemunha.

Sobre Eliane Cargnelutti Torres

Jorn. Eliane Cargnelutti Torres (DRT/PR 2537), assessora de imprensa da equipe de rendimento da Sadia/Prefeitura de Toledo/Sesi, através da empresa Palavra Comunicação e Marketing 045-9826-5052 - elianetorres2@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Subir ao Topo